sexta-feira, 8 de abril de 2011

Blogagem Coletiva: Minhas verdades sobre Maternidade Real


Decidi participar da blogagem coletiva de hoje.
Achei o tema interessante, pois quando engravidamos, nos equivocamos sobre várias coisas....e descobrimos que a maternidade é bem diferente do que dizem os livros!
Bem, no meu caso, eu queria muito ser mãe.Tinha medo de que não acontecesse, pois tive alguns probleminhas para engravidar.Mas foi só eu começar a cuidar um pouquinho da saúde que não demorou muito para acontecer.
Comecei meu blog quando estava com 20 semanas de gestação.
Daí em diante, comecei a ler muito sobre tudo relacionado a gravidez, comecei a acompanhar os sites e boletins especializados no assunto, e me tornei seguidora de várias outras grávidas e mamães.
Descobri muitas coisas legais, é verdade.
Mas nada se compara ao momento em que nos tornamos MÃES.Tudo muda naquele momento.
Eu tive uma gestação tranquila, muito gostosa...pude curtir o barrigão sem tantos desconfortos.
Mas sempre segui meus instintos...nada de livros, de fórmulas.
Não fazia planos para tipo de parto, nem outras coisas, pois eu queria deixar acontecer.
A Maria Cecília nasceu de parto cesariana, com 41 semanas.Estava super bem...mas minha Go decidiu que era hora dela nascer.
Não reclamo, pois ela ficou tempo suficiente para se desenvolver bem.
Ela sempre foi uma bebê muito boazinha.Nunca teve cólicas, e dormia  bem.
Eu é que tive muitos problemas com a amamentação: tive mastite por quase um mês, duas vezes o seio empedrou, fora a depressão que me pegou de jeito.
Mas eu não me arrependo de insistir na amamentação: superei muita dor, tristeza e devaneios de uma mãe confinada na poltrona de amamentar.
Hoje minha filha está super bem, feliz, e sabe a hora que quer mamar ...a danadinha puxa a minha blusa para pedir peito, com 06 meses e meio.
Ela ainda não tomou nenhum tipo de leite artificial...e isso gera críticas de algumas pessoas.Mas a hora certa disso acontecer vai chegar.
Eu me sinto muito feliz de nunca ter sido necessário ela tomar complemento.

Tem várias coisas que a gente só aprende com a convivência com o filho.
Cada bebê tem suas características...
Não adianta querer ensinar, é uma TROCA.
Eu sempre dizia, quando ela era bem pequenininha : "Estamos nos conhecendo: ela está me ensinando a ser mãe!"
Minha mãe é um grande exemplo na minha vida.
Ela teve 04 filhos (eu sou a mais velha)...Detalhe: com 26 anos ela já tinha 04 filhos.
Nunca ninguém ensinou, nunca leu nada sobre o assunto, não teve a mãe dela para ajudar, pois minha avó morreu quando ela tinha 12 anos.
Mesmo assim, minha mãe, uma mulher humilde, sem estudo, cuidou e educou seus filhos com todo carinho , boa vontade e sabedoria que pode ter.
E eu acredito muito nisso.
Que o carinho faz a diferença.
Estou fazendo o meu melhor, dia-a-dia, cada papinha, cada banho.
Sei que faço o que posso.E sei que não sou perfeita.
Mas qual mãe é?...

Ser mãe da Maria Cecília é um privilégio.
Sei que ela terá muito a me ensinar.


Quando nos tornamos mães, evoluímos como ser humano.
     Passamos a enxergar as pessoas com mais amor.


O meu post de hoje  está participando da Blogagem Coletiva promovida pelo Blog da Carol Passuello.
Passe por lá e veja os demais blogs participantes.
selinho by Anne Super Duper

7 comentários:

Rô Santana disse...

Sabias palavras.
Com tudo que vc escreveu eu pensei na minha vozinha que criou 12 filhos sem nenhum conhecimento e sem as mordomias que temos hoje.
O que vale mesmo é o carinho, amor, dedicação...isso conta muito.
Bjks

Andrea Fregnani disse...

Adorei seu texto, nossa não podemos mesmo ouvir as pessoas, no meu caso, que não consegui amamentação exclusiva sinto o peso dos comentários de Não mamamais no peito??? Já toma complemento????
Mas, nós mamães ersolvidas não ligamos pra isso né ;)
bjs

Baby Cebolinha (mamãe Menta) disse...

ai, que declaração de amor!!!! Lindíssimo! bjos

Andrea Fregnani disse...

Oi, Sabrina, a Alice já comeu: banana (foi a primeira e ela gostou), mamão, maçã (não gostou pura, sempre misturo com outra) melão, manga (adora), pêra, e suco de laranja, tentei dar frutas orgânicas, mas são bem difíceis, vou ter que começar a dar outras, quero tentar melancia ;)
bjs

Rosi disse...

Puxa, Sabrina

Faz tanto tempo que não passo por aqui...amiga relapsa.

E fiquei surpresa o quanto a MARIA CECÍLIA cresceu, meu Deusjá são 6 meses?! Ela está linda demais, parabéns.

Adorei o texto, aliás essa blogagem foi certeira, os textos estão tão profundos, tão verdadeiros. Tô adorando conferir o que as amigas escreveram.

Sobre o encontro de Sampa, menina tô desanimada, parece que só eu tô a fim de ir, as mamães não se animam, enfim....

Passo por aqui mais vezes, prometo.

Bjs

Naiara Krauspenhar disse...

Adorei seu post, em especial esse trecho:

"Não adianta querer ensinar, é uma TROCA.
Eu sempre dizia, quando ela era bem pequenininha : "Estamos nos conhecendo: ela está me ensinando a ser mãe!"

Lindo!

BJos

Gabi Lourenço disse...

OI Sabrina!!!!!
Querida Meus Parabéns! Voce sabe q eu queria amamentar exclusivamente até o 6 mes e isso não foi possivel...e isso me detona! apesar de nãot er tido nenhum problema com a amamentação...o trabalho ( descompensador ) e a rotina não deixa que eu fiquei com meu filho o tto q gostaria...mas tbm faço o q posso dentro das minhas possibilidades! a vida é corrida e vamos levando da melhor forma tentando sempre fazer o melhor para nossos pequenos!

super bj para vcs!
Força sempre!
BJks
GAbi e Antonio

linkwithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...